Para Onde Me Levam?

Para Onde Me Levam? 1

Hoje é o dia do meu casamento. Afinal serei sincero com minha amada, sim, neste momento pode saber tudo. Agora sim. O moço nascido de um homem indigno tinha obsessão, no entanto, naquela noite de insônia terminaram-se todos os nossos dificuldades: esse rogue estava no terraço, com visibilidade por causa de o calor não o deixava dormir.

A grade cedeu e o guri caiu no vazio, conforme disse a polícia. Aquilo foi um golpe duro pra ela, mas prontamente foi ultrapassado. Estes 3 anos ao meu lado lhe abriram os olhos, e sei que neste instante não sofrerá mais.

Finalmente compreendeu que ele era o único inconveniente para a tua alegria. Agora neste instante pode saber que eu o matei. Nossos pais optaram ontem à noite que Laura finalmente se casar com o Sr. Anton, o de Albaladejo. Pelo que dizem, o casamento vai comemorar amanhã mesmo; meu Deus, que correria. Eu vou subir pro quarto pra observar como tá a minha indigente irmãzinha.

  • Jul.2010 | 00:Cinquenta e dois
  • 2 Meios de reclamação e síndromes florais
  • Mensagens: 55.635
  • 1 José Maria “Chema” Martínez
  • MELGAREJO VIVANCO, José Luís: “Plutarco Elías calles”, do México, do Governo de são paulo, 1980
  • Todas as datas e horários são UTC. As datas sinalizam o dia mais cedo possível e pode mudar
  • dois Segundo biênio, “radical-para e também ter” ou “preto”

A acompanhar se tenho tempo de ensiná-lo a enfrentar com o abridor de cartas de papai, que tão bons resultados deu-me a mim com D. Eduardo,o pobre. Temo que Laura não tenha força bastante, vamos ver. Faz frio e a noite não tem lua.

Ressoam os tambores no tempo em que a preparam pro casamento e emudecem no momento em que se mergulha nas entranhas da rocha. Perambula pelos intermináveis corredores e enfim pára. Jurou que não sentiria medo, porém não podes impossibilitar os espasmos, nem sequer as lágrimas. A tua volta percebe a presença da Besta.

antes, depois o silêncio com os bufidos e o eco de seus cascos a respeito da pedra. Se aproxima lentamente, impregnándola de teu hálito fétido. Uma gota de saliva cai sobre o assunto teu ombro e lhe queima a pele. Só gritará uma vez.

Olhe para o meu noivo para os olhos, estava radiante de satisfação. Olhe para os meus pais, sentados no primeiro banco da igreja, contemplando orgulhosos de tua filha no dia de seu casamento. Olhe para trás, buscando uma saída, uma forma de escapar desse pesadelo.

Mas não havia saída possível. O sacerdote perguntou-me agora na segunda vez: “você Aceita?” Um sussurro,”Não”, uma porta pra uma nova existência. Acordei. Abri os olhos para a escuridão mais absoluta. Agité minhas mãos, pretendendo ingressar, todavia um exigente manto tapiaba meus movimentos. Mal podia me mover. Sem sombra de dúvida, estava encerrado, antigo.

as Minhas tentativas contínuas de escapulir eram inúteis, meus gritos de socorro mudo, meus golpes sertões. Eu tentei de tudo. Não se lembrava de que forma tinha chegado a essa ocorrência tão angustiante. Não entendi nada. Decidi tranquilizarme, meditar, tentar recordar de que forma havia chegado até ali.

Categories: Casa e Família

Tags: